Caminhos de Santiago em suplemento no jornal Público

Faz parte da edição do dia 19 (sábado).

0 365

201162331 2521383754661969 360673919921216314 nO jornal Público publicou ontem, sábado, um encarte  suplemento/revista intitulado “Caminhos de Santiago – Caminhos de fé e cultura” dedicado aos Caminhos de Santiago. Integra uma página dedicada a Tomar (por onde passa o caminho) com informação prestada pelo Município de Tomar.

Na mesma pode ler-se:

“Cidade Templária a caminho

de Santiago  

No troço do concelho de Tomar, o Caminho de Santiago compreende uma parte importante de percurso em natureza, com destaque para o troço que acompanha o rio Nabão, a partir de Tomar até à antiga Fábrica de Papel do Prado. Tem o significado de atravessar Tomar, cidade templária e referência histórica e turística nacional.

Tomar tem um papel preponderante em cada época da história. O património que cruza o Caminho é, também ele, digno de uma paragem para admiração. O Convento de Cristo e Castelo Templário, monumentos que integram a lista de Património da Humanidade da UNESCO, é um conjunto de singular beleza e significado histórico que justifica um particular destaque.

201849476 2521383664661978 6420685178060591933 n
Capa do suplemento

Símbolo do património templário, a Igreja de Santa Maria do Olival integra os monumentos que justificam a visita. No centro da cidade, encontra-se a mais antiga sinagoga de Portugal, construída de raiz para o efeito, testemunho da dinâmica da cidade medieval e da comunidade judaica de Tomar.

Num projeto conjunto com o Turismo do Centro, o município de Tomar procedeu à marcação de todo o percurso com pilaretes e azulejos, contando com a colaboração da Via Lusitana na identificação do percurso, e das Juntas de Freguesia atravessadas pelo mesmo, na colocação da sinalética.

Integrado numa candidatura da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (Programa de Ação para os Produtos Turísticos Integrados), o município procedeu à instalação de painéis informativos ao longo do percurso, complementando assim a marcação que www.cm-tomar.pt havia já sido efetuada.

Pela constatação da carência de pontos de apoio ao longo do percurso, fora do centro urbano, foi adaptada a antiga Escola Primária de Calvinos a Albergue de Peregrinos, tendo sido estabelecido um protocolo com a Junta de Freguesia de Casais e Alviobeira para gestão deste equipamento. Quer o Albergue de Calvinos, quer o albergue de Asseiceira, que resultou de igual adaptação pela Junta de freguesia local, têm a sua gestão enquadrada nas Normas da Rede de Albergues Municipais do Caminho de Santiago.

Os peregrinos que por aqui decidirem pernoitar, podem também fazê-lo no Hostel 2300, Hostel Avenida, Residencial União, Residencial Luz, Albergue de Asseiceira e, finalmente, no Albergue de Calvinos.

De referir ainda que anualmente o Município desenvolve caminhadas pelo percurso oficial do Caminho para verificação da sua preservação e levantamento das melhorias a fazer.

A presença de Tomar na Federação dos Caminhos de Santiago traz a perspetiva de trabalhar em conjunto para a afirmação do Caminho Português de Santiago. A certificação do Caminho Português de Santiago – Caminho Central, de que Tomar faz parte, será certamente uma mais-valia na preservação do mesmo” 

Consulte aqui, na íntegra o referido suplemento:

https://incorporatemagazine.com/wp-content/uploads/2021/06

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.