Presépio de Jorge Roberto continua a crescer no Mourolinho, este ano conta com cerca de 16 toneladas de pedra. 

0 941

2C5A2728Há dois amores que Jorge Roberto de 56 anos tem, a música e as suas letras, e o presépio que monta há 13 anos junto da capela,  no Largo do Mourolinho, uma pequena aldeia a menos de 2Km do centro da Igreja Nova do Sobral no concelho de Ferreira do Zêzere.

Sobre as músicas, valeu-lhe a alcunha do “poeta” e sobre a construção do presépio do “artista”, sim do artista, que tira duas semanas do seu duro trabalho do dia a dia, a cortar madeira nos pinhais, e na agricultura, para transportar cerca de 15 toneladas de pedra que vai usando na num dos maiores presépios naturais. 2C5A2714Refere-nos,  “comecei a fazer o presépio no ano do tornado com pedras, e todos os anos, o mesmo é diferente, este ano fiz uma torre de menagem de um castelo. Para o ano, já estou a pensar noutra arquitetura” Acaba de colocar mais um boneco ou figura, que moldou em casa, de pedra, pois aqui tudo é natural.

2C5A2713

Já foi convidado por ex-autarcas a montar o presépio na vila, mas é teimoso e diz “nasceu aqui e é aqui que tem que ser feito”. Porém, não descarta a hipótese de fazer algumas figuras para a vila, que nesta altura do ano, e por iniciativa da Junta de Ferreira tem vários presépios no jardim da vila, elaborados por diversas associações.

2C5A2751
Presidente e vice-presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere e o autor do presépio (ao centro)

No dia da nossa visita, o presidente da Câmara, Bruno Gomes, e o vice-presidente, Orlando Patrício, vieram ver o presépio e já conhecendo a arte do Jorge, elogiaram alguns pormenores, a arte e a paciência deste filho da terra, que todos os anos faz um presépio diferente na sua aldeia Natal. Jorge Roberto remata com algumas frases com muito sentido: “PEDRAS – é agora quando me quedo a olhar este monte de rudes pedras, e já sinto vontade de trocar alguma de lugar, que me sinto alegre e feliz. Escutando o seu silêncio vejo-as como uma família reunida para passar o Natal. Aqui deste Mourolinho, aldeia desta Igreja Nova pedacinho de Ferreira do Zêzere. Com votos de uma grande união neste Natal. Boas Festas”.

António Freitas

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.