Crédito Agrícola

Antiga escola da Charneca da Peralva vai acolher Ninho de Empresas de Tomar

0 249

A antiga escola primária da Charneca da Peralva, na freguesia de Paialvo, vai acolher o Ninho de Empresas de Tomar, espaço físico para o exercício da atividade empresarial, potenciando o espírito empreendedor e o desenvolvimento económico do concelho.

Situado à entrada da aldeia, muito perto do nó de Asseiceira da autoestrada A13, o Ninho de Empresas, será composto por três espaços autónomos, dois no edifício frontal, e um segundo edifício, na retaguarda da parcela, que assegurará o terceiro espaço a ser cedido. É composto ainda por pátio generoso a ser partilhado pelos ocupantes dos espaços. Poderá vir a ser constituído um quarto espaço no edifício da retaguarda se se verificarem reunidas as condições físicas do espaço e de interessados para o local.

Inserido na estratégia de desenvolvimento do concelho, o Ninho de Empresas pretendeo oferecer condições aos empreendedores para passarem da ideia ao projeto de negócio, proporcionando-lhes condições técnicas e físicas na sua fase de arranque.

Podem candidatar-se ao Ninho de Empresas de Tomar entidades privadas com fins lucrativos, sob qualquer forma jurídica, ou pessoas singulares, maiores de dezoito anos, individualmente ou em grupo, que tenham uma ideia de negócio e que a pretendam concretizar a curto prazo através da criação de uma empresa.

No caso da empresa ainda não se encontrar constituída deverá a sua constituição efetuar-se no prazo de três meses. Caso já exerça atividade, só serão aceites as candidaturas desde que esse exercício não seja superior a um ano, a não ser que a empresa esteja sediada em concelho diferente e pretenda transitar para o concelho de Tomar.

As candidaturas podem ser apresentadas, preferencialmente após reunião presencial, através do preenchimento de requerimento dirigido à Presidente da Câmara Municipal de Tomar, por via eletrónica.

Na avaliação e seleção das candidaturas serão considerados os seguintes critérios: adequação do projeto aos objetivos do Ninho de Empresas; exequibilidade e viabilidade económica do mesmo; relevância económico-social; potencialidade de criação de emprego qualificado; e grau de envolvimento dos candidatos e seu potencial empreendedor.

Os candidatos aprovados podem permanecer no Ninho de Empresas de Tomar por um prazo de até cinco anos, podendo haver prorrogação por deliberação da Câmara Municipal. Pagarão uma renda mensal no valor de cinquenta euros, podendo ser atualizada anualmente de acordo com a evolução anual do cálculo de rendas.

Fonte: CMT

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.