Santarém: Empresas de frutos secos investem 12 milhões e criam 22 postos e trabalho

Investimento no setor primário no distrito

0 523

A informação é avançada pela Câmara de Santarém, as empresas “Trilho Saloio“ e “Ribanuts”, pretendem aumentar a área de plantação de nogueiras para 1.700 hectares, e construir uma unidade de secagem de frutos secos e de olival, na Quinta das Chantas, em Alcanhões, concelho de Santarém.

Está prevista a criação de 22 postos de trabalho diretos, num investimento global de 12 milhões de euros, dos quais 10 milhões são de capital próprio.

No momento, as empresas já contam com 327 hectares de nogueiras plantadas, mas pretendem integrar e valorizar a fileira das nozes, através da construção de uma unidade para secar, partir e embalar as nozes, naquela que é uma das maiores unidades de processamento de nozes do país. A inauguração está prevista para setembro deste ano.

A produção, descasque e embalagem de nozes, vai permitir a comercialização de nozes com casca, miolo inteiro e metades, para além da secagem dos frutos secos.

O proprietário está também a desenvolver o projeto da criação de uma nova marca de azeite,  “Alma do Ribatejo”. O azeite começou a ser produzido este ano, com as azeitonas dos 160 hectares de olival, e promete oferecer um azeite frutado e peculiar.

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.