Tomar: «CASA DOS OFÍCIOS HOTEL» vai ser inaugurado dia 15 de junho

Unidade hoteleira de 4 estrelas na Rua Silva Magalhães, em Tomar

0 2.001

Após um período de criteriosa reabilitação, a Casa dos Ofícios Hotel, localizada no coração do Centro Histórico de Tomar, vai ser inaugurada no próximo dia 15 de junho, sábado, pelas 18h00, momento que contará com a presença da presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas e do presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado.

Além da visita a esta unidade hoteleira de 4 estrelas, o ato contará com uma breve explicação da riquíssima história desta casa do século XVIII, totalmente reabilitada e que preserva todos os elementos arquitetónicos representativos.

A Casa dos Ofícios Hotel conta com 14 unidades de alojamento, cada um dedicado a um ofício diferente, e como áreas comuns apresenta, além da receção e da sala de pequenos almoços, uma aprazível sala de estar, biblioteca e um simpático pátio.

Porquê CASA DOS OFÍCIOS?

As casas tendem a viver mais que quem as faz. Como esta. No século XVIII, alguém quis afirmar de forma sólida que pertencia a Tomar e que lhe era devido um lugar central no ‘eixo do poder’, na rua que ligava a Praça onde a Câmara Municipal encara a Igreja de São João Baptista à outra Praça onde pontifica o Pelourinho. As janelas voltam-se, na sua maioria, para o Convento de Cristo, como que guardando quem nos guarda. Ao longo dos anos, vendeu ferragens e medicamentos, acolheu artistas, industriais da cerâmica, idosos, crianças, cães, gente que lhe chamou casa e que fez o melhor que pôde para a estimar.

A gente que agora lhe chama Casa quer isso mesmo, uma casa sua e dos outros (conquanto acertem contas) com tudo o que uma casa carrega: memória, calor, abrigo, refúgio, celebração, convivialidade, tranquilidade, conforto. E é uma casa de Tomar, pelo que era preciso que tudo ficasse na mesma quando houve mudança, tendo sido preservados todos os elementos arquitetónicos de relevo.

Na Casa dos Ofícios honram-se os que fizeram o passado bem feito, olhando para as artes e ofícios que foram urdindo quotidianamente a monumentalidade de uma das mais belas cidades do país – e das que foram construindo o monumental quotidiano da forma de ser de Tomar.

“Não queremos afrontar o seu repouso com lembranças de trabalho, não o queremos fazer pernoitar num museu etnográfico, nem tão pouco lhe queremos vender ‘artesanato’ de proveniência duvidosa. À laia de pequenos gabinetes de curiosidades, apenas trazemos e guardamos fragmentos dos modos de fazer bem, memórias não tão distantes de quem foi dando o seu melhor para fazer o cenário dos nossos dias.

Foi e é também deles (e tantos mais) que Tomar se fez e faz, nesta forma prazerosa e tranquila de exercer o ofício de existir. E a sua memória inspira-nos a fazer o melhor que pudermos neste grato ofício de o receber”, referem os seus responsáveis.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.