Um site e muitas histórias no centenário do Cine-Teatro Paraíso

0 492
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

Celebra-se este mês o centenário do Cine-Teatro Paraíso. A efeméride foi assinalada logo no dia 1 de março, com o descerrar de uma lápide evocativa, à entrada do edifício, pelos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal.

1 cineTeatroParaiso tomar

Também nesse dia, ficou disponível no local a edição única do Jornal do Centenário, uma publicação de oito páginas, em formato de jornal, que faz uma síntese da História e das histórias que marcaram, logo desde o século XIX, aquela sala de espetáculos e as que a antecederam.

Esta manhã, foi a vez de uma sessão ligeiramente mais formal para, com a presença da vice-presidente da Câmara, Filipa Fernandes, e da chefe da Divisão de Turismo e Cultura, Ana Soares, assinalar, mais do que a memória, a atualidade daquele espaço e o modo como pretende chegar cada vez mais perto do seu público, que é, primordialmente, a população inteira do concelho.

Para isso, uma das novidades é o site www.cineteatro.cm-tomar.pt, disponível a partir de agora para facilitar o acesso à programação da sala, incluindo agenda com todos os dados dos espetáculos, mas também acesso direto à bilheteira. Com uma estrutura simples e apelativa (e ferramentas de acessibilidade), o site permite ainda recordar a História do espaço e muitos espetáculos que por ali passaram.

Novidade igualmente revelada pela vereadora é que está para breve a instalação, há muito reclamada, de pagamento com multibanco na bilheteira física do Cine-Teatro.

Sérgio Godinho atua em Tomar

Entretanto, foi também levantado um pouco do véu quanto à programação para o resto do ano, a começar já pelas diversas atividades comemorativas do cinquentenário do 25 de Abril, e de que uma das mais mediáticas será o concerto de Sérgio Godinho, com a sua banda, no dia 6. Entre as iniciativas que já fazem parte do calendário, destaquem-se o Festival de Jazz, em junho, e o Planos Film Fest, em novembro.

cine teatro de tomar

Registo também para “O Paraíso faz-se à rua”, espetáculos que, como o nome indica, ultrapassam as barreiras físicas do Cine-Teatro e prolongam a arte no centro histórico.

Chegar aos mais novos é também uma prioridade e, por isso, foi também apresentada a versão 2024 da revista anual lançada inicialmente no ano passado.

Foram ainda sublinhadas as parcerias, nomeadamente a exploração do bar do CTP pela Associação de Saúde Mental do Médio Tejo; a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, de que o tomarense é um do reduzido número de espaços financiados; e a Artemrede.

A instalação de uma sala de espetáculos em Tomar remonta à primeira metade do século XIX com a criação do Theatro Nabantino, em 1843. Seria remodelado, reabrindo em 1924 como sala também aberta ao cinema. Nos anos quarenta sofreu nova remodelação e acabaria por fechar em 1991. Adquirido pelo Município, reabriria, após nova remodelação, a 1 de março de 2002.

Em 2023, o Cine-Teatro Paraíso teve um total de 16.587 espetadores, em 292 sessões que ocuparam aquele espaço quase metade dos dias do ano (174, ou seja, 47,6% dos dias). O cinema comercial foi aquele que ocupou a maior fatia, seguido da música e do teatro. As atividades para a infância tiveram também um valor significativo, mas houve ainda stand-up, dança, as sessões de cine-clube e outras sessões diversas.

Fonte: CMT

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.