Investigadores de vários países vão estudar recursos hídricos no Ribatejo

Os ensaios de campo e trabalhos a realizar em Portugal ocorrem na área de influência da Águas do Ribatejo nomeadamente na envolvente dos rios Tejo e Sorraia.

0 274

Uma delegação de 15 investigadores de Portugal, Espanha e França visitou o campo experimental na captação subterrânea de Muge e a Estação de Tratamento de Água de Marinhais, no concelho de Salvaterra de Magos. A visita guiada pelo Diretor Geral da AR-Águas do Ribatejo EIM, SA, Miguel Carrinho teve lugar no dia 14 de outubro.

AR0 1046

A comitiva está envolvida no projeto internacional AQUIFER- Instrumentos inovadores para a gestão integrada de águas subterrâneas num contexto de escassez crescente de recursos hídricos.

Os investigadores visitaram a sede da AR-Águas do Ribatejo EIM, SA, em Salvaterra de Magos onde foi feita uma demonstração do sistema de telegestão que permite gerir à distância dezenas de infraestruturas, como captações, estações elevatórias e reservatórios. Este sistema emite alertas que desencadeiam mecanismos preventivos para evitar falhas no abastecimento ou reduzir os tempos de suspensão, com vantagens para clientes domésticos e empresas.
O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para monitorizar os aquíferos e as relações com rios e zonas húmidas é outro objetivo do AQUIFER.

AR0 1019A AR é uma das três entidades nacionais envolvidas no AQUIFER. O Instituto Superior de Agronomia e a Parceria Portuguesa para a Água, juntamente com a AR, alinham com quatro parceiros espanhóis e dois franceses.
Num contexto de crescente escassez de recursos hídricos, o AQUIFER visa capitalizar, testar, disseminar e transferir práticas inovadoras para a preservação, monitorização e gestão integrada de aquíferos. Estão a ser desenvolvidas ferramentas e estratégias que ajudem na tomada de decisões sobre a gestão dos recursos hídricos subterrâneos, melhorando a transferência de tecnologia e conhecimento para agentes locais e criando novas sinergias.

De acordo com o plano de ação definido, os ensaios de campo e trabalhos a realizar em Portugal ocorrem na área de influência da Águas do Ribatejo nomeadamente na envolvente dos rios Tejo e Sorraia.
A boa gestão dos recursos hídricos subterrâneos é um aspeto de grande importância para a AR. Segundo afirma Miguel Carrinho, Diretor Geral da empresa, “a totalidade da água que captamos tem origem em captações subterrâneas, pelo que é para nós fundamental trabalharmos em conjunto com outros parceiros no desenvolvimento de ferramentas e técnicas que permitam melhorar o conhecimento e a gestão deste recurso estratégico e vital.”.

O projeto AQUIFER teve o seu início formal a 1 de novembro de 2020, e será concluído em 30 de abril de 2023, com um investimento global previsto de 1,6 milhões de euros, financiado a 75% pelo FEDER, no âmbito do programa de cooperação europeu INTERREG V-B SUDOE.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.