Invasão russa como uma oportunidade para o Ocidente

1 240
  • A Ucrânia precisa de ajuda, agora!

Os ucranianos despojaram os russos de todas as suas mentiras e mitos sobre o poder exagerado do exército e do Estado russo. Bombardeamentos criminais indiscriminados de alvos civis provam que a invasão russa falhou estrategicamente. A UE e a NATO ainda podem empreender poucas ações que possam apoiar os esforços militares e humanitários ucranianos. O Ocidente deve entregar aeronaves, desmontadas na fronteira com a Ucrânia, a fim de evitar envolver-se diretamente em ações contra as forças russas. Deveria também, especialmente os EUA, enviar empreiteiros privados (como triple canopy, anteriormente também Blackwater), que têm à sua disposição equipamentos militares sérios para lutar na Ucrânia. É igualmente necessário um sistema de relocação de refugiados na NATO e na UE. E, claro, mais, sanções sobre a Rússia, para drenar os recursos russos. O Ocidente deveria parar de ter medo da Rússia.

  • Integração mais profunda na UE.

Agora, quando a Alemanha está a entregar armas, parou o Nord Stream 2 e concordou com sérias sanções económicas, quando a Suíça rompeu com uma tradição duradoura de neutralidade, é tempo de avançar. A UE deve finalmente revelar o seu poder e seu potencial. A Rússia tem de ser detida. Os desordeiros da UE como a Hungria (traidora da UE em atual conflito com a Rússia) e a Polónia devem ser chamados à ordem. Não se deve confundir um grande esforço da sociedade polaca com ações mornas do governo polaco. Os pecados do passado, como a quebra dos valores e leis básicas da UE, não podem ser esquecidos. Pelo contrário, O despertar da UE deve estruturar a união bancária e fiscal, criar um exército. Juntamente com os EUA, mostrar à China, que uma possível invasão em Taiwan, pode acabar para a China, como a Ucrânia acaba com os sonhos de poder de Putin.

  • Transição energética mais rápida.

Escusado será dizer. A todo custo, a UE tem de reforçar a união energética, cortar a sua dependência dos recursos russos e avançar em direção as energias renováveis. Sabemos que temos que fazê-lo, sabemos o que fazer, como fazê-lo, agora temos um motivo para fazê-lo.

  • Reconstruir a Ucrânia.

Injetar recursos na Ucrânia, após a guerra, para mostrar como a UE pode reconstruir seus aliados de forma rápida e eficaz após uma devastação tão terrível. Aumentará globalmente o poder suave da UE.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
1 comentário
  1. Maria Diz

    Parabéns pela sua Opinião muito bem definida.
    Era bom que fosse posta em prática mas será possível que estejam todoa alinhados era bom era ainda acredito que seja possível.👌🇵🇹❤🇺🇦

Responder a Maria
Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado.