PJ deteve um homem pela prática de oito crimes de incêndio florestal

Os factos foram praticados na localidade de Covão dos Porcos no concelho de Santarém.

0 158

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo e com o apoio do Grupo de Trabalho de Redução de Ignições do Centro, procedeu à detenção, fora de flagrante delito, de um homem, de 48 anos de idade, suspeito da prática de oito crimes de incêndio florestal, ocorridos no período de um mês, entre 16/07/2022 e 16/08/2022, em zonas próximas da sua residência, na freguesia de Alcanede, concelho de Santarém, em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Os focos de incêndio terão sido provocados por chama direta, com utilização, nalguns casos, de um acelerante de combustão ou de artefacto retardador.

O indivíduo, que justificou os incêndios deflagrados por sofrer de problemas do foro mental, tem antecedentes policiais e criminais por crimes da mesma natureza.

Presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Santarém, foi-lhe ser aplicada a medida coativa de apresentações semanais.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.