Bibliotecando traz a Tomar alguns dos mais destacados pensadores nacionais

É já nos próximos dias 6 e 7 de maio (sexta e sábado).

0 219

cartaz bibliotecando2022 1Os debates deste ano organizam-se em torno do tema presença e exílio, de grande atualidade num mundo constituído por dinâmica importante de mobilidade migratória, originada por múltiplos fatores: redistribuição territorial, alterações demográficas, movimentos de colonização e descolonização, revoluções, mas também pelos refugiados de guerras e outros conflitos.

O programa conta com abertura às 9h30 de sexta-feira, momento para o lançamento do livro “Da construção de uma viagem partilhada – Bibliotecando em Tomar 10 anos”. Segue-se, às 11 horas, o 1.º painel, com coordenação de Guilherme d’Oliveira Martins e que terá como oradores Alberto Manguel, Alexandre Castro Caldas e Marcello Duarte Mathias.

À tarde, pelas 14h30, o 2.º painel, coordenado por Filipa Fernandes, recebe os contributos de António Cândido Franco, Miguel Real e José Carlos Barros. E pelas 16, o 3.º painel, de homenagem a José-Augusto França, terá coordenação de Ana Soares e a participação de
Cristina Azevedo Tavares.

No sábado, o 4.º painel começa às 10 horas, tendo coordenação de Hugo Cristóvão e os oradores Alexandre Quintanilha, Hermano Carmo e Jorge Malheiros. Às 11, o 5.º painel é coordenado por Luís Ricardo Duarte e conta com as preleções de Ana Margarida Carvalho, Bruno Vieira Amaral e Julieta Monginho.

Como é hábito, os participantes almoçam depois no Congresso da Sopa, recomeçando as intervenções às 14h30, com o 6.º painel, que terá coordenação de Fernando Rodrigues e a participação de Ana Sousa Dias, Sérgio Guimarães de Sousa e Arnaldo Mesquita.

Lídia Jorge recebe prémio

Finalmente, para as 16 horas está prevista a entrega do Prémio Bibliotecando a Lídia Jorge, sendo o 7.º painel dedicado precisamente à obra da escritora algarvia, que foi professora em Tomar na Escola Secundária Santa Maria do Olival, painel este que será coordenado por Guilherme d’Oliveira Martins e que contará com a intervenção de Nuno Garcia Lopes.

A sessão de encerramento decorrerá pelas 18 horas. Da iniciativa fará parte igualmente uma exposição de Fátima Frade Reis.

A organização do Bibliotecando em Tomar é multipolar: Agrupamento de Escolas Templários, Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, Município de Tomar, Centro de Formação “Os Templários”, Rede de Bibliotecas Escolares, Instituto Politécnico de Tomar e Centro Nacional de Cultura, tendo como presidente da Comissão de Honra Guilherme d’Oliveira Martins.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.