Morreu o historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França

Portugal perde um dos maiores vultos da cultura portuguesa. Nasceu em Tomar em 1922, doou parte do seu espólio à Câmara Municipal de Tomar.

0 341

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu este sábado, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, avança o Jornal PÚBLICO.

A notícia foi confirmada ao PÚBLICO pela amiga do historiador e da família, a pintora e antiga presidente da Sociedade Nacional de Belas-Artes.

O historiador estava internado há vários anos na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers. Tinha 98 anos.

Considerado um nome maior da historiografia da Arte em Portugal. “França é uma figura maior da Cultura Portuguesa. Poesia, cinema, pintura, arquitetura – pouco há que não tivesse interessado a este homem renascentista que privou com os melhores criadores e pensadores do último século“.

Na cidade, onde nasceu, doou à Câmara Municipal de Tomar parte da sua coleção de pintura, que se encontra instalada em exposição permanente no Museu de Arte Contemporânea de Tomar.

Mário Beja Santos, colaborador do Jornal O Templário, tem vindo a publicar e a divulgar as várias obras literárias sobre arte, da autoria do Professor José-Augusto França, onde destaca grandes nomes da cultura portuguesa.

Portugal está mais pobre, morreu um dos maiores vultos da cultura portuguesa.

 

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.