Santarém faz parte de um grupo de oito capitais de distrito que comprar casa ficou mais caro em julho

Em Santarém subiu 2,8%.

0 914

Os preços das casas em julho subiram em 8 capitais de distrito, com Viana do Castelo (5,3%), Bragança (3%) e Santarém (2,8%) a liderarem a lista. Seguem-se Vila Real (2%), Portalegre (1,5%), Aveiro (1,4%), Funchal (1,2%) e Porto (0,8%). Os preços mantiveram-se estáveis em Leiria (0,2%), Setúbal (0,1%), Braga (0%), Lisboa (0%), Faro (-0,2%) e Évora (-0,4%).

Por outro lado, os preços desceram em Ponta Delgada (-2.5%), Coimbra (-1,9%), Castelo Branco (-1,8%), Guarda (-1,5%), Beja (-0,9%) e Viseu (-0,9%). 

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro comprar casa: 5.349 euros/m2. Porto (3.441 euros/m2) e Funchal (2.979 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Faro (2.916 euros/m2), Aveiro (2.535 euros/m2), Setúbal (2.309 euros/m2), Évora (2.203 euros/m2), Viana do Castelo (1.949 euros/m2), Coimbra (1.808 euros/m2), Braga (1.702 euros/m2), Ponta Delgada (1.675 euros/m2), Vila Real (1.362 euros/m2), Viseu (1.322 euros/m2) e Leiria (1.311 euros/m2). Já as cidades mais económicas são Guarda (720 euros/m2), Portalegre (728 euros/m2), Castelo Branco (811 euros/m2), Bragança (894 euros/m2), Beja (926 euros/m2), Santarém (1.129 euros/m2) e Leiria (1.311 euros/m2).

Em relação à variação anual, os preços das casas em Portugal subiram 6,2%. 

  • Comprar casa em Portugal custa 2.531 euros/m2
  • Viana do Castelo (5,3%), Bragança (3%) e Santarém (2,8%) lideram as subidas de preços
  • Em Lisboa e Faro, os preços das casas mantiveram-se estáveis
  • Na Madeira as casas estão 1,8% mais caras
  • Em Portugal a variação dos últimos doze meses foi de 6,2%

Fonte: Idealista

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.