APA assegura que não vai faltar água para consumo humano

Assegurou, hoje, em Tomar, o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente.

0 302

O vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente assegurou, em Tomar, que “não vai faltar água” para consumo humano e congratulou-se com o efeito das medidas de contingência, apontando o encaixe de quase um metro em Castelo do Bode.

Pimenta Machado falava na reunião da subcomissão regional do Centro da Comissão de Gestão de Albufeiras, ontem dedicada às bacias do Tejo e das ribeiras do Oeste, na qual anunciou que, a exemplo do Algarve e do Alentejo, vai igualmente avançar o Plano Regional de Eficiência Hídrica para esta região.

O vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) afirmou que as medidas de contingência adotadas face à seca permitiram que a capacidade de armazenamento na albufeira de Castelo do Bode aumentasse 80 centímetros, encaixando 10 hectómetros cúbicos de água, o que equivale a cerca de 15 dias de água necessária para consumo humano e para o caudal ecológico.

“Não vai faltar a água para aquilo que é o nosso uso utilitário, que é o consumo humano. Não faltará mesmo. E ninguém nos ia perdoar” se faltasse, afirmou, numa reunião que se realizou na Biblioteca Municipal de Tomar (Santarém) e que contou com a presença de quase 100 pessoas (na maioria ‘online’) das mais variadas instituições.

A reunião de hoje em Tomar, seguiu-se às que decorreram no Algarve e no Alentejo, estando agendada para quinta-feira a reunião da subcomissão Norte, em Ponte da Barca, e para dia 16 a de Coimbra, concluindo-se a ronda de auscultação regional com uma reunião nacional promovida pelos ministros do Ambiente e da Agricultura.

Fonte: Lusa

cats 6229c233b7fe8

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.