Saiba tudo sobre as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, em Tomar

Exposições, espetáculos, Sessão da Assembleia Municipal Extraordinária e ciclo de cinema integram o programa local.

0 343
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements
Sob o mote Abril Sempre!, o Município de Tomar, em colaboração com diversas entidades do concelho, celebra o cinquentenário da Revolução dos Cravos durante todos o mês com cerca de vinte iniciativas diversas com um denominador comum: festejar os valores do 25 de Abril e lembrar que hoje, mais do que nunca, é preciso lutar para os defender. Sérgio Godinho ao vivo e Alves Redol em exposição são alguns dos nomes mais mediáticos, mas a maior parte das iniciativas incide na História local e na produção de artistas, alunos e comunidade tomarense.
434034512 717965713884452 8793710238564068846 n
Foi logo no primeiro dia do mês que se iniciaram as celebrações com duas exposições. Nas montras dos estabelecimentos comerciais da Corredoura, estão patentes, durante todo o mês, os “Cartazes de Abril”, uma das mais poderosas ferramentas de comunicação de massas desses tempos, dando assim a conhecer alguns dos mais raros e curiosos cartazes da década de 70, e que fazem parte da coleção da Biblioteca Municipal de Tomar.
À tarde, pelas 18 horas, teve lugar a inauguração, na Casa Vieira Guimarães, a mostra “Abril em Tomar: História Local, Global, Atual”, um trabalho documental de João Paulo Pedro, investigador do Techn&Art do Instituto Politécnico local, que apresenta um Abril que não se reduziu a um dia em Lisboa, e cuja abundância de evocações, pretende mobilizar a História local, frequentemente vista como menor, como uma janela para um Abril múltiplo, cheio de promessas, contradições, disputas e possibilidades. Espaço para muita gente reavivar memórias, mas também para ser surpreendido com o pulsar do concelho há cinquenta anos e nos tempos que se seguiram.
Esta exposição está patente ao público até 15 de Junho de quarta a sexta entre as 14 e as 18 horas, ao sábado e domingo das 10 às 13 e das 14 às 18.
Hoje, dia 2 de Abril, a Biblioteca Municipal recebe outra exposição, “Horizonte Revelado”, uma itinerante criada no centenário de Alves Redol, em 2011, e cedida pelo Museu do Neorrealismo de Vila Franca de Xira. Na inauguração, pelas 15h30, estará presente António Mota Redol, filho do escritor, que aborda singularidades, curiosidades e aspetos menos conhecidos do seu pai como agente contestatário do regime salazarista, bem como a relação de afetividade que teve com Tomar. Patente até 30 de Abril, no horário da Biblioteca.
Sérgio Godinho no Cine-Teatro 

433920133 717272753953748 6217548130935773177 n

No sábado, dia 6, haverá o lançamento do livro “Repressão – A história de Henrique Monte – Ensaio”, de José Rodrigues Silva, pelas 15h30 no Moinho da Ordem (Levada).
Mas será à noite um dos momentos mais marcantes do mês, com o Cine-Teatro Paraíso a acolher, pelas 21h30, o espetáculo “LIBERDADE25”, com Sérgio Godinho & Os Assessores.
A celebração de uma das carreiras musicais mais relevantes nestes 50 anos e que teve sempre uma relação muito próxima com os valores da Revolução, revisitando a sua rica discografia, e também dando voz também a algumas palavras alheias mas às quais nunca foi alheio.
Nos dias 9 e 23 de Abril, têm lugar as duas primeiras exibições do ciclo de cinema 50 anos de Abril, 50 anos de filmes de Rui Simões, com “Bom Povo Português” e “Primeira Obra”, respetivamente, ambos com a presença do realizador, às 19 horas, no Cine-Teatro. O ciclo prolonga-se ainda por 7 e 21 de Maio.
No dia 10, pelas 15h30, inaugura na Biblioteca Municipal a exposição “Rostos de Abril”, na qual os principais intervenientes do 25 de Abril de 1974 serão homenageados por meio da expressão artística de crianças e jovens do concelho. Patente até final do mês.
Abril em música, poesia e estátuas vivas 
No sábado, 13, será a vez de o Cine-Teatro voltar a receber o espetáculo Mais Alto!, concerto comentado que convida os mais jovens a refletir sobre o poder da música nas mudanças políticas e sociais. Com os músicos Francisca Cortesão, Sérgio Nascimento, Afonso Cabral e Inês Sousa.
Uma semana depois acontece um dos dias mais marcantes do mês, com a Liberdade a sair à rua pelas 15h30 com uma Arruada Poética pelo centro histórico da cidade, enquanto a Praça da República se vai encher com a recriação de imagens icónicas do 25 de Abril recriados por estátuas vivas, numa iniciativa do coletivo “A Nova Geração”, promovido pelos Selway Statues.
Estes Quadros de Abril voltarão à Praça no domingo, 21, e no dia 25, sempre entre as 15h30 e as 18 horas.
Ainda no dia 20, pelas 16 horas, abre a Exposição da Assembleia Municipal de Tomar sobre o 25 de Abril, com trabalhos dos alunos do concelho, na Casa Manuel Guimarães, que ali ficará patente até 30 de Junho.
E às 21h30, o Cine-Teatro Paraíso recebe mais um grande espetáculo: a versão Rock/Coral com o Coro Misto Canto Firme e outros músicos da “Epopeia” da Filarmónica Fraude, obra que ficou para a História como o primeiro álbum rock conceptual de originais em português, publicado em 1969, e de que o agora maestro António Sousa (que dirigirá o coletivo de quarenta músicos) era um dos autores e intervenientes.
No dia 22, haverá a abertura da exposição na Biblioteca, desta vez “Construir a paz com valores de Abril”, do Conselho Português para a Paz e Cooperação. Até 6 de Maio.
Espetáculos e sessão solene de 24 a 27 de Abril 
E eis-nos na noite “inteira e limpa”. Às 21h30, de 24 de Abril, no centro histórico, decorrerá a “Revolução 74/24”. Um espetáculo multidisciplinar para celebrar os 50 anos do 25 de Abril nas ruas da cidade, envolto em música e teatro, com um relato atual e contemporâneo da História mais recente de Portugal. Um verdadeiro espetáculo de e para a comunidade tomarense, com encenação de Hélder Gamboa e produção de A Tenda, Musicamera, coletividades e comunidade tomarense.
Para esta recriação, será necessário um número elevado de figurantes, pelo que todos os voluntários interessados devem inscrever-se desde já pelo e-mail cultura@cm-tomar.pt ou pelo telefone 249 329 876.
No dia do cinquentenário, o auditório da Biblioteca Municipal recebe, pelas 16 horas, a sessão solene da Assembleia Municipal de Tomar comemorativa dos 50 anos de liberdade, o momento institucional mais importante destas iniciativas. Paralelamente, estarão em exibição no local “Cartazes de Abril”, dez dos cartazes mais emblemáticos do 25 de Abril, que fazem parte do espólio documental à guarda da Biblioteca Municipal de Tomar.
Pelas 19 horas, será a vez de o Cine-Teatro acolher o espetáculo “Revolução que foste minha”, uma coprodução A Tenda e Musicamera, na qual se aborda a emancipação cultural, sexual e política no feminino, em torno do 25 Abril de 1974, a partir de textos de “Retrato de um amigo enquanto falo”, de Eduarda Dionísio, das “Novas cartas portuguesas”, de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa e de outros textos contemporâneos.
Na sexta-feira, dia 26, pelas 21h30, também no Cine-Teatro, “Canta-me como foi… há 50 anos! – Era uma vez o 25 de Abril”. Um espetáculo planeado em conjunto pelos Agrupamentos de Escolas Nuno de Santa Maria e de Ferreira do Zêzere, com a participação do Agrupamento Gil Pais, de Torres Novas, e inspirado no livro “Era uma vez o 25 de Abril!” de José Fanha, que celebra a Democracia através do poder da palavra, do audiovisual, da dança e da música. Com a participação do Centro de Formação Artística da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, da Universidade Sénior de Tomar, da Fundação Maria Dias Ferreira, dos Jardins-Escolas João de Deus de Tomar e da Sociedade Banda Republicana Marcial Nabantina.
Finalmente, no sábado, 27 de Abril, decorrerá das 11h00 às 18h00, na Praça da República, o Doce Passeio Doce, mostra e venda de doces, encerrando as comemorações às 21h30, no Cine-Teatro Paraíso, com o concerto “Viver Abril” que junta a Banda Filarmónica Gualdim Pais e o Qu4rteto Tomar-lhe o Gosto.
Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.