Baixo nível de água da Barragem do Castelo de Bode preocupa candidatos do PSD

Outra das preocupações é o facto do Governo ter lançado um leilão para instalação de painéis fotovoltaicos até 60 hectares na principal barragem que abastece de água a região de Lisboa.

0 622

Num comunicado dos candidatos a deputados do PSD pelo círculo de Santarém à Assembleia da República, referem que estão muito preocupados com baixos níveis de água na Barragem do Castelo de Bode, que circunda alguns dos concelhos do Médio Tejo.

Pode ler-se ainda no mesmo documento, que a água da Barragem do Castelo de Bode, que está classificada como Reserva Estratégica nacional de Água, é a principal fonte de abastecimento de mais de dois milhões de pessoas que vive no distrito de Lisboa.

Isaura Morais, João Moura e Inês Barroso estiveram junto da barragem e verificaram os níveis muito baixos da água. Também consideram muito preocupante o facto da Barragem do Cabril, que se situa a montante, do Castelo de Bode, apresentar níveis de água diminutos. Os candidatos esperam que esta situação não esteja relacionada com o encerramento da Central do Pego. “Com o encerramento da Central do Pego é necessário fazer uma compensação na produção de energia e esperamos que essa compensação não esteja a ser feita com a água da barragem de Castelo de Bode”, referiram enquanto observavam os baixos caudais.

enrgia solar

Outra das grandes preocupações dos candidatos é o fato do Governo ter lançado um leilão para concessão e exploração de energia com a instalação de painéis fotovoltaicos em espelhos de água. Um desses espelhos de água será na Barragem de Castelo do Bode e vai abranger até 60 hectares de água.

De recordar que a Barragem de Castelo do Bode é uma das principais fontes de abastecimento dos meios aéreos no combate a incêndios na zona centro do país, que é das mais fustigadas na época de verão. Além disso também está implementada uma forte atividade económica e os painéis fotovoltaicos podem vir a prejudicar os empresários da zona.

A preocupação agrava-se para os social-democratas quando sabem que o Estudo de Impacte Ambiental será da responsabilidade da empresa que vencer o concurso público.

“Temos muito receio que o Governo, nomeadamente o Ministério do Ambiente, esteja a colocar os interesses económicos à frente da maior preocupação de todas que é a população portuguesa”, afirmam Isaura Morais, João Moura e Inês Barroso,juntamente com os restantes candidatos da lista do PSD do distrito de Santarém.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.