Tomar: «Governação Municipal Socialista rejeita apoio extraordinário às Juntas de Freguesia»

Quem o diz é o PSD de Tomar.

0 239

Os Vereadores do Partido Social Democrata apresentaram nem reunião da Câmara Municipal de Tomar, uma proposta para “atribuição de apoio extraordinário às Juntas de Freguesia em 2022”, tendo em conta o aumento de custos com combustíveis e a inflação, que foi rejeitada pela maioria do Partido Socialista.

Diz o PSD que “as Juntas de Freguesia são as entidades públicas que, estão mais próximas do cidadão, dão uma resposta mais rápida e eficaz às mais diversas situações, para além das competências que têm subdelegadas pela Câmara Municipal.

O ano de 2022 apresentase como o ano de retoma das atividades normais após dois anos de pandemia. Contudo, ao surgir a guerra na Ucrânia, outros problemas surgiram e vieram acrescer as dificuldades já sentidas pelas Juntas de Freguesia, como o aumento do preço dos materiais e, em particular, dos combustíveis e serviços”.

Os Vereadores do PSD, Lurdes Fernandes, Tiago Carrão e Luís Francisco, apresentaram a proposta para que fosse atribuído um apoio extraordinário a todas as Juntas de Freguesia em 2022, com base numa percentagem dos valores anuais das delegações de competência, sugerindo 6% tendo em conta os valores previsíveis de inflação.

Os sociais democratas lamentam desta forma, que a maioria socialista na Câmara Municipal tenha inviabilizado este apoio necessário às Juntas de Freguesia, recorrendo a argumentos meramente contabilísticos e administrativos, que seriam facilmente ultrapassados se houvesse vontade de levar a cabo esta proposta, conclui o PSD.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.