CHMT reorganiza funcionamento do Serviço de Urgência Pediátrica de Torres Novas

Os utentes passam a ter conhecimento prévio dos constrangimentos existentes (dos dias e horas em que encerra).

0 537
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

Segundo informação do CHMT, o Serviço de Urgência Pediátrica da Unidade Hospitalar de Torres Novas irá adaptar o seu período de funcionamento. Assim, até ao final do ano, este Serviço vai estar encerrado de forma programada aos fins-de-semana. 

O encerramento programado – ao invés de encerramentos aleatórios e imprevistos – permite que os utentes tenham prévio conhecimento dos constrangimentos existentes. Esta é a solução que garante mais condições de segurança tanto para a população, como para os próprios profissionais, assegurando a adequada prestação de cuidados aos utentes pediátricos. 

Durante os curtos períodos de contingência programada, o reforço do trabalho em rede com as equipas hospitalares da região e a coordenação estratégica e planeamento promovidos pela Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) permite garantir uma estratégia adequada para assegurar à população previsibilidade, segurança e confiança, otimizando os recursos disponíveis.  

Recorde-se que estava já previsto o encerramento deste Serviço quinzenal de sexta a domingo, ou seja, por um período de 72 horas. Nesta nova programação, os períodos de encerramento são por um período mais reduzido (48 horas), em todos os fins‑de‑semana (ao invés de quinzenalmente) até ao final do ano em curso. 

Apesar dos esforços dos profissionais de saúde do Serviço de Pediatria do CHMT, para garantir as escalas do Serviço de Urgência Pediátrica, esta programação revela-se como absolutamente necessária.

Durante os períodos de fecho programado, os médicos pediatras que se encontram ao serviço do CHMT garantem apenas apoio à urgência interna e aos doentes já admitidos na instituição. 

Todos os pais que necessitem de assistência em saúde para os seus filhos, ou esclarecimento de dúvidas, devem ligar SNS 24 (808242424). Os doentes emergentes da região do Médio Tejo que necessitem de assistência inadiável e transporte de ambulância serão reencaminhados diretamente pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), através do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) para unidades hospitalares adequadas da região.  

Esta articulação, que foi previamente coordenada pela DE-SNS, faz parte da gestão em rede das urgências hospitalares. Este funcionamento em rede das instituições do Serviço Nacional de Saúde permite garantir, em cada momento, uma resposta de âmbito regional nos serviços de segurança urgência.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.