Polícia Judiciária deteve presumível incendiário no concelho de Tomar

Ficou em prisão preventiva em hospital prisional

0 697

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, no desenvolvimento de investigação que iniciou de imediato e em estreita colaboração com a GNR de Tomar, identificou e deteve o presumível autor de um crime de incêndio, ocorrido na passada terça-feira, dia 17 de julho, numa zona florestal em Alviobeira, concelho de Tomar, após ter recolhido importantes elementos de prova.

Segundo a PJ o suspeito, atuou num quadro depressivo, sem justificação plausível, usou um isqueiro, ateou o incêndio numa zona de mato e eucaliptos.

Das diligências desenvolvidas, as autoridades apuraram, ser também o autor de mais dois incêndios florestais, ocorridos na mesma zona, nos dias 6 e 12 de julho de 2018.

Os incêndios só não tomaram maiores proporções devido à pronta intervenção dos Bombeiros, da AFOCELCA e do GIPS da GNR (força helitransportada), que rapidamente procederam à sua extinção.

Tratando-se de uma zona de habitações dispersas, os incêndios constituíram um perigo real para pessoas e bens.

O presumível incendiário tem 22 anos de idade, empregado de restauração, foi presente às autoridades judiciárias competentes no Tribunal de Santarém, tendo-lhe sido aplicada a  medida de coação de  prisão preventiva em hospital prisional.

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.