Chamusca camara

Prisão efetiva para “ladrão de esmolas”, condenado por outros seis crimes

0 195

O Tribunal de Santarém condenou a cinco anos e seis meses de prisão efetiva o homem que respondeu por dois assaltos a caixas de esmolas no Santuário de Fátima, cometidos no Verão de 2021, avança a rederegional.

No entanto, o arguido foi absolvido dessas duas acusações, uma vez que não ficou provado que retirou dinheiro de esmolas, apenas que introduziu ferros metálicos e varetas de um chapéu de chuva no interior das caixas.

O jovem, de 25 anos, acabou condenado por outros seis dos 11 crimes pelos quais respondeu, todos eles mais graves que o simples furto dos trocos depositados pelos fiéis.

Segundo o acórdão, a que a Rede Regional teve acesso, o tribunal aplicou-lhe três anos e meio pelo crime de roubo, relacionado com um assalto num apartamento em Fátima, onde a proprietária foi ameaçada de morte e agredida com grande violência. Foi ainda condenado a dois anos e seis meses por tráfico de estupefacientes de menor gravidade, tendo ficado provado que o arguido comprava heroína e cocaína na Cova da Moura, Leiria, Minde, Mira d’Aire e Alcanede, e que depois a cortava, embalava e vendia a consumidores na sua própria casa, em Fátima.
O jovem, que já estava em prisão preventiva, foi ainda condenado por um crime de dano, dois de furto e um de furto de uso de veículo, o que lhe valeu uma condenação única de cinco anos e seis meses, em cúmulo jurídico.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.