Não deixemos a Mata tornar-se um matagal

Por: Fernando Cândido

0 351
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements
Fernando Cândido (1)
Fernando Cândido

A Mata Nacional dos Sete Montes está, pelas piores razões, a caminho de se tornar um autêntico matagal.

Desde miúdo que a minha geração, a geração de 80 via a Mata dos Sete Montes como um local de aventuras e descobertas. Aquele sítio tão grande que nunca acabava, que parecia quase um reino dentro de um reino. Mas a Mata tinha uma coisa fantástica, nunca perdia a sua beleza. Aliás, já lá vão mais de 20 anos quando lá assisti a um dos melhores concertos da minha vida com a extraordinária Dulce Pontes.

Imaginem o meu espanto quando entrei há uns dias na Mata Nacional dos Sete Montes e vi que a nossa Mata é agora retrato do desmazelo! Como cidadão preocupado fui tentar entender o porquê e há mesmo razões que a razão desconhece. Nós temos de ter orgulho e brio naquilo que é nosso e às vezes fazer o que não nos compete para que a nossa casa esteja limpa e bonita para quem nos visita, mas principalmente para nós próprios!

A Câmara Municipal não pode servir para fazer apenas o que é da sua competência, mas também para bater o pé na defesa do nosso Concelho. Porque, na realidade, é me indiferente se a limpeza e manutenção da Mata é responsabilidade do ICNF ou da Câmara Municipal. É me indiferente a mim e aos cidadãos que dela usufruem. O que não nos é indiferente é ver o empurrar com a barriga desta governação socialista, provavelmente à espera que que em 2025 a coisa seja resolvida por quem realmente a queira resolver.

O que não posso aceitar é o estado a que chegou uma das joias do concelho, onde tanta coisa todos nós vivemos e, pior, que uma das soluções em cima da mesa seja cobrar bilhetes para um dos mais bonitos espaços verdes da cidade, numa cidade que precisa de inverter urgentemente a sua queda demográfica.

Por último, preocupa-me o Verão: com o estado de degradação a que chegou, com as terras secas e todo aquele mato, só espero que não estejamos a assistir sentados a uma tragédia pré-anunciada.

Fernando Cândido
Secretário-Geral Adjunto do PSD de Tomar

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.