Antiga professora de Tomar queixa-se que a EDP retirou indevidamente da sua conta 1140 euros por débito direto

Quando estava acordado retirarem 114 euros.

1 1.579

Maria Leite, antiga professora da Escola Industrial e Comercial de Tomar (hoje Escola Secundária Jácome Ratton), queixa-se do abuso da EDP, que retirou da sua conta 1140 euros, sem qualquer pré-aviso e até ao momento ainda não foi ressarcida depois de a empresa ter confirmado o engano (grande) no valor a cobrar.

A antiga professora, hoje com 88 anos, contou a sua história nas redes sociais. Contactada por nós confirmou a sua veracidade.

Aqui ficam os factos e que possam servir de alerta para consumidores menos atentos.

“No passado dia 30 encontrei na minha conta da CGD um débito de 1140,€ de electricidade. Fui à Loja do Cidadão em Aveiro, que me aconselharam a pedir uma nova contagem. Tenho bihorário e débito directo e o contador dentro de casa, porque sendo uma casa classificada não posso fazer aberturas na parede. Vieram fazer a leitura e verificaram que havia um erro (grande). Voltei à Loja do Cidadão que confirmaram, e que seria contactada dentro de horas e que me iriam devolver o dinheiro, mas não sabiam quanto… Estou a aguardar. Mas, entretanto, o meu dinheiro e, de todos os portugueses a quem fazem estas manobras financeiras (e são muitas) estão a permitir que o seu dinheiro esteja a render para esta e outras empresas, por este processo.

E nem uma carta a avisar. Entraram na minha conta tiraram, não a quantia estipulada (114 euros), mas uma quantia estimada, abusaram do débito sem avisar, penso que em situações como esta devemos ser solidários e divulgar. Há grandes empresas que abusam de cidadãos que têm dificuldades em usar as novas tecnologias digitais e estas empresas abusam”.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
1 comentário
  1. RP Diz

    É sempre chato uma situação destas. mas quando acedeu ao débito direto, devia ter imposto um limite, porque acima do limite definido não poderia ser retirado outro montante.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.