DGPC inscreve “Festa dos Tabuleiros” como Património Cultural Imaterial no Inventário Nacional

Decisão foi publicada hoje em Diário da República.

0 767
A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) inscreveu a “Festa dos Tabuleiros”, concelho de Tomar, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, conforme publicação de hoje, dia 8 de maio de 2023, em Diário da República:

 

1685573

Com esta inscrição, a DGPC reconhece a importância da manifestação do património cultural imaterial enquanto reflexo da respetiva comunidade, bem como os processos sociais e culturais nos quais a mesma teve origem, evoluiu e persiste na contemporaneidade.

A “Festa dos Tabuleiros” integra-se nas festividades desenvolvidas ao Culto do Divino Espírito Santo e realiza-se em Tomar, geralmente de quatro em quatro anos, no princípio de julho, assumindo este formato desde 1987. Porém, a sua realização referencia-se no séc. XIX.
Esta manifestação, religiosa e cultural, integra vários segmentos festivos para além do Grande Cortejo dos Tabuleiros, iniciando-se com a Procissão das Coroas e Pendões do Espírito Santo no Domingo de Páscoa.
A partir do último fim-de-semana de junho ou do primeiro de julho, durante um período de dez dias, várias atividades como o Cortejo dos Rapazes, os Jogos dos Rapazes, as Ruas Populares Ornamentadas, o Cortejo do Mordomo, Cortejos Parciais e Jogos Populares complementam-se até ao Cortejo dos Tabuleiros que ocorre no domingo, culminando com a distribuição de géneros alimentares, a Pêza, sempre à segunda-feira.
O Cortejo dos Tabuleiros consiste na apresentação de ofertas, os Tabuleiros, que representam o cumprimento de promessas ao Divino Espírito Santo, alcançando o momento de maior adesão central.
48242924357 decbdc865a b
A transmissão desta manifestação é intergeracional e efetua-se através da oralidade, observação e prática, com destaque para a participação feminina na qualidade de portadora do Tabuleiro, envolvendo todos os elementos da comunidade e fortalecendo os laços de pertença e de construção identitária.
A Câmara Municipal de Tomar é a entidade responsável e proponente da proposta de registo no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial e o mesmo realizou-se através de trabalho de investigação no terreno.
A manifestação “Festa dos Tabuleiros” e toda a sua documentação poderá ser consultada em www.matrizpci.dgpc.pt

Agora já pode avançar o processo para a UNESCO, para a Festa dos Tabuleiros vir a ser classificada como património Imaterial da Humanidade

FestaTabuleiros Tomar Portugal 03 Fotos de Arquivo

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.