Escola de Santarém organiza Encontro Internacional de Jovens Cientistas da UNESCO

Há 3 escolas portuguesas a participarem neste encontro, duas das quais no distrito de Santarém.

0 246

A Escola Secundária Sá da Bandeira vai organizar, entre os dias 19 e 21 de Janeiro, o XXIV Encontro Internacional de Jovens Cientistas das Escolas Associadas da UNESCO.

Subordinado ao tema “Diversidade Cultural: as línguas indígenas, fator de sustentabilidade do planeta Terra”, no âmbito da década internacional das línguas indígenas, (2022-2032), o encontro realizar-se-á, pelo segundo ano consecutivo, em ambiente online.

Este XXIV encontro tem como objetivos principais, consciencializar as pessoas sobre a inclusão dos povos indígenas na sociedade, alertando sobre seus direitos, pois, muitas vezes, são segregados e/ou excluídos da cidadania, – aumentar a consciência sobre a importância das línguas indígenas / minoritárias para o desenvolvimento sustentável, construção da paz e reconciliação das nossas sociedades e preservar, revitalizar e promover as línguas indígenas/minoritárias no mundo.

Há 3 escolas portuguesas a participarem neste encontro, duas das quais no distrito de Santarém

 

20 141 o
Escola Sá da Bandeira de Santarém, é a escola organizadora do encontro

O encontro virtual vai juntar catorze escolas, cinquenta e sete alunos e vinte e dois professores: Naturwissenschaftliches Technikum Dr.Künkele – Landau (Alemanha); Colégio Magno; Colégio Guilherme Dumont Villares – S. Paulo, Colégio Afonso Pena – Santos – (Brasil); Colégio Los Abetos – Madrid, Instituto de Educación Secundaria Luis Seoane de Pontevedra, Instituto de Educación Secundaria Pazo da Mercé e Colégio Eduardo Pondal (Espanha); Hudson High School – Hudson e Newton South High School – Newton (Estados Unidos da América); International School of Turin – Turim (Itália) e, de Portugal, onde se incluiu a Escola Secundária Sá da Bandeira (Santarém), as escolas, Dr. Bernardino Machado (Figueira da Foz) e a Escola Secundária Maria Lamas, (Torres Novas).

 

indice 5
Escola Maria Lamas de Torres Novas, é uma das escolas participantes

Atualmente, a Escola Secundária Sá da Bandeira é o único estabelecimento de ensino, a nível mundial, que deu seguimento ao projeto, daí o prestígio que alcançou, tendo recebido, em 2005, o Pilar para a Paz, atribuído pela primeira vez pela UNESCO a uma instituição de ensino.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.