Nunca Alcorochel «sonhou» que um dia poderia cair-lhe à porta um aeroporto

Alcorochel, aldeia do concelho de Torres Novas.

0 423

O presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, fez jus ao ditado popular «para lá do Marão mandam os que lá estão». Isto vem a propósito de uma tomada de posição, assumida pelo edil torrejano em reunião de câmara, a propósito da escolha de Santarém para a construção do futuro aeroporto.

Pedro Ferreira diz  “não tolerar” que Torres Novas – e os restantes concelhos limítrofes ao possível novo aeroporto em Santarém – não participem na comissão de acompanhamento para a decisão da localização do novo aeroporto, e lembra que o território está sobre a responsabilidade das autarquias. “Nem toleramos tão pouco, como municípios que poderão vir a ser afetados positiva ou negativamente não estarmos dentro da comissão de acompanhamento que vai trabalhar com o Governo para a escolha do local para o aeroporto”, afirmou o autarca.
Na ótica do seu município, como da Comunidade Intermunicipal, os efeitos da localização do aeroporto em Santarém serão positivos, se o projeto arrancar, parte da estrutura irá “encostar” a uma parte do concelho de Torres Novas, nomeadamente a Alcorochel.

 

Doc2 Curiosamente, dos concelhos que vão estar na área do aeroporto – Alcanena, Golegã, Santarém e Torres Novas – só o município de Santarém é que está representado na referida comissão de acompanhamento, pelo que “não toleramos isso, estão a esquecer-se que o território está sob a nossa responsabilidade”, vincou Pedro Ferreira.

O autarca adiantou ainda que “Torres Novas também irá tomar uma posição junto do Governo para que esteja representada com o seu presidente – assim como Alcanena e Golegã que devem fazer parte, desta comissão de acompanhamento”
Nunca a aldeia de Alcorochel, conhecida pelos seus figueirais, que em tempos foram muito importantes para a economia regional, com grupos de mulheres e homens que vinham de outras partes da região para a apanha do figo, vê-se agora, quem sabe, num futuro próximo, a viver paredes meias com um moderno aeroporto.
A situação reporta-me à música de Amália Rodrigues «Senhor Extraterrestre», numa terra que jamais sonhou ter um aeroporto tão próximo.
Na letra da música, podemos trocar apenas, extraterrestre por senhor piloto…
Que venha daí o aeroporto e que os autarcas dos respetivos territórios passem a integrar a comissão de acompanhamento. Afinal Portugal não é só Lisboa…

Isabel Miliciano

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

google.com, pub-9853338638165848, DIRECT, f08c47fec0942fa0