Entroncamento, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha convidam todos os portugueses a «VOLver» à cultura

Cultura em rede

0 668

GeralOs três municípios responsáveis pela organização da iniciativa irão receber, entre 18 de maio a 11 de dezembro de 2021, um total de 84 eventos culturais nas áreas da música, exposições, dança, teatro, arte urbana, cinema e conferências. O mote do VOLver – Programação Cultural em Rede, é dado pela história, tradição e património militar que une estes territórios do Médio Tejo.

Centro Cultural do Entroncamento
Centro Cultural do Entroncamento

No contexto nacional e para muitos milhares de portugueses, em determinada época da sua vida, este território foi espaço de residência temporária, ou território de passagem, para sua formação policial ou serviço militar. Locais como a antiga Escola Prática de Cavalaria, agora conhecida como Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, o Quartel da Manutenção Militar do Exército, no Entroncamento, e a Base Aérea n.º 3 de Tancos, em Vila Nova da Barquinha, acolheram, ao longo de décadas, várias gerações de homens e mulheres, marcando para sempre os seus percursos de crescimento individual.

Praca 5 de Outubro Torres Novas
Praca 5 de Outubro Torres Novas

Torres Novas, Entroncamento e Vila Nova da Barquinha têm uma história em comum, pontuada por vários elementos materiais e imateriais que os ligam, e a constituem como uma estrutura urbana polinucleada, num contexto de proximidade e interação muito significativas.

Em pleno Médio Tejo e num eixo de quinze quilómetros, há cerca de 65.000 residentes com hábitos de circulação e usufruto de equipamentos, serviços, espaços de cultura e lazer, que vão dando corpo a esta urbe regional. Paralelamente, ao acolher e interligar pessoas e culturas provenientes de todos os pontos do país, a região é também um território de encontro e abertura aos outros, ao que é diferente, e que é, afinal, uma das características que nos une.

Castelo de Almourol Vila Nova da Barquinha
Castelo de Almourol Vila Nova da Barquinha

Ao longo de oito meses, os três municípios do Médio Tejo irão organizar e acolher um total de 6 exposições, 13 ações de arte urbana, 28 espetáculos musicais, 15 de dança, 8 de teatro, 10 sessões de cinema e 4 conferências, num programa cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Centro 2020.

O projeto VOLver é um convite ao regresso. Um convite para que todos os portugueses que passaram por este território possam regressar por uns dias, revisitando, em família, os locais, o património e as vivências desse período e que fazem parte da história coletiva.

Acima de tudo, um convite para que, neste contexto de crise pandémica e em segurança, sejam retomadas práticas culturais significativas, em espaços diversificados e valorizados por todos os envolvidos. Para que juntos voltemos a ver e a visitar as memórias do passado.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.