Benavente, Santarém e Torres Novas foram os concelhos que mais exportaram em 2022. Tomar fora da estatística das exportações

Exportações da região de Santarém atingem valores históricos ultrapassando os 2,5 mil milhões de euros. Quem o diz é a NERSANT.

0 1.250
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém analisa anualmente as exportações da região, tendo verificado que em 2022 as exportações desta região ascenderam a 2,5 mil milhões de euros, valores históricos desde que a associação tem registos e que representam um crescimento de mais de 30% face ao período de pré-pandemia, em 2019.

Segundo a NERSANT, o distrito de Santarém está a recuperar – e bem – do período de pré-pandemia no que às exportações diz respeito. Em 2022, a região de Santarém exportou mais de 2,5 mil milhões de euros (2 570 322 858,00 €), um crescimento de 19,3% em relação ao ano anterior e de 32,7% em relação ao ano de pré-pandemia, em 2019.

A Lezíria do Tejo foi a sub-região que maior volume de exportações apresentou: 1 531 863 135,00 €. Os concelhos do distrito mais exportadores desta sub-região foram Benavente (526 milhões de euros), Santarém (402 milhões de euros) e Rio Maior (114 milhões de euros). A Chamusca – o penúltimo concelho menos exportador desta sub-região, com volumes de exportação na ordem dos 9 milhões de euros – foi no entanto o concelho que maior taxa de crescimento registou em relação a 2021, com 304,4%, seguindo-se os concelhos de Salvaterra de Magos e Coruche, que cresceram, respetivamente, 45,5% e 35,5%.

Tomar (exportações) não consta das estatísticas apresentada pela NERSANT

Relativamente ao Médio Tejo, no ano de 2022, os concelhos mais exportadores do distrito foram Torres Novas (259 milhões de euros), Abrantes (247 milhões de euros) e Constância (141 milhões de euros). Os concelhos que mais cresceram nas exportações em relação a 2021 foram Vila Nova da Barquinha (338,6%), Sardoal (258,5%) e Mação (56,8%), que são simultaneamente os três concelhos que menos exportaram em 2022. O Médio Tejo exportou, em 2022, um total de 1 038 459 723,00 €.

No âmbito do distrito de Santarém, os concelhos mais exportadores em 2022 foram Benavente, Santarém e Torres Novas. Os menos exportadores foram Vila Nova da Barquinha, Mação e Sardoal, no último lugar da tabela.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.