Já começaram os trabalhos de rearborização no Pinhal de Santa Bárbara

0 698
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

 

Deu-se início na terça-feira aos trabalhos da intervenção de (re)arborização de espaços verdes e criação de ilhas-sombra no Pinhal de Santa Bárbara, iniciativa aprovada no âmbito de uma candidatura a fundos comunitários ao abrigo do programa REACT. Os trabalhos vão ser desenvolvidos em várias fases, de acordo com a tipologia das operações, incluindo uma empreitada para os trabalhos de construção civil agora lançada.

no

 A intervenção parte da constatação de que o espaço, apesar da sua beleza natural e potencial atrativo, se apresenta num estado de conservação que não possibilita o seu pleno usufruto.

Assim, foram definidos como objetivos estratégicos a redução de riscos e perigosidade naquele espaço, a incrementação do seu uso público; o aumento da área de coberto arbóreo, a sucessão ecológica sustentável com a promoção do desenvolvimento das espécies autóctones de ocorrência espontânea e, por fim, o exponenciar da resiliência do território.

A intervenção pretende reduzir riscos naturais como forma de proteção de pessoas e bens, para o que se prevê a remoção de árvores que representem um perigo acrescido de queda, substituindo-os por Quercus faginea (carvalho), espécie que ocorre no local de forma espontânea e que oferece garantias de uma sucessão ecológica consistente e adaptada. Será igualmente promovido o aumento da área de coberto arbóreo com a plantação de mais exemplares dessa espécie onde anteriormente foi necessário abater árvores em risco de queda. Haverá também instalação de abrigos para a fixação de fauna silvestre.

Os trabalhos incluem ações de silvicultura no âmbito da engenharia florestal, com vista a promover a redução da carga de combustível, garantir o ordenamento da área de intervenção, estimular a regeneração natural de espécies autóctones e reduzir o risco de queda do arvoredo.

Ao nível da construção civil, será feita a beneficiação de caminhos pedonais, regularização de pavimentos e instalação de drenagens; instalação de gradeamento de proteção em madeira; beneficiação da escadaria em madeira de acesso ao parque de merendas; instalação de mobiliário urbano e de um deck suspenso em madeira. Tendo em conta a localização e classificação da área de intervenção, todos os trabalhos de escavação vão ter acompanhamento arqueológico.

Fonte: CMT

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.