Barquinha tem 3 milhões e 100 mil euros para investir em habitação

Quem o diz, é o presidente da Câmara, Fernando Freire.

0 1.223
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

Numa entrevista a uma rádio AL, o presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire, garantiu que “neste momento temos 3 milhões e 100 mil euros, no âmbito do PRR para investirmos até 2026. Este valor surge do acordo que realizado com o INH – Instituto Nacional de Habitação, designadamente no programa 1.º Direito, na questão dos bairros sociais”.

Avança ainda que também está a trabalhar no chamado Arrendamento Acessível. “A Câmara Municipal tem alguns fogos, nomeadamente na zona de expansão da Moita do Norte, alguns andares que necessitam de requalificação, a escola da Moita do Norte e também os antigos lavadouros.

Nesta primeira fase, estes são os locais onde vamos intervir para acudir às questões da habitação. Temos também a possibilidade de construir dois prédios na zona da Santa Casa da Misericórdia para Arrendamento Acessível, para albergar 12 agregados familiares por prédio. É o que o Município pode fazer.

Vila Nova da Barquinha é o Município que menos recebe do Orçamento Geral do Estado e temos que gerir a receita com parcimónia e reduzir a dívida, embora tenha saído nova Lei que diz que as autarquias se podem endividar até 40%. Vamos com ponderação, vendo quais são as necessidades porque também não podemos hipotecar o futuro dos vindouros e da Câmara Municipal”.

Curiosamente acrescenta que “temos uma questão de grande expansão de habitação na zona da Atalaia, aliás, reflexo dos próprios censos, da dinâmica empresarial que está a acontecer e não podemos esquecer da sua proximidade à A13 e à A23. É a única freguesia do concelho que viu a sua população aumentar. Tem de facto, vindo ali a nascer muitos prédios e urbanizações que estão com uma dinâmica significativa. E estamos a falar de iniciativa privada. Por outro lado, já há projetos a virem para o lado da Moita do Norte, confinante com a Atalaia, de urbanizações que já aprovámos em reunião de Câmara. Para além da enorme regeneração em Vila Nova da Barquinha que, felizmente, muito poucas casas tem para ocupar”.

Vila Nova da Barquinha, um concelho que se mostra muito promissor quer na economia como na sua dinâmica zona industrial e agora com este montante para apoio à habitação.

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.