PJ deteve incendiário no concelho de Ourém

O suspeito, com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, em 2017 e 2018, ateou o fogo através de chama direta, por utilização de isqueiro.

0 860
Widget dentro do artigo  
 
   
Advertisements
Advertisements

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, deteve um homem de 32 anos de idade, fora de flagrante delito, suspeito da autoria de um crime de incêndio florestal, ocorrido no passado dia 6 de agosto, que segundo estimativa do ICNF destruiu aproximadamente 250 hectares de floresta e colocou em perigo populações das freguesias situadas a noroeste do Concelho de Ourém.

O suspeito, com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, ocorridos na zona da Caranguejeira em 2017 e 2018, ateou o fogo através de chama direta, por utilização de isqueiro, aplicado a um monte se sobrantes, tendo provocado danos de grande dimensão na área arborizada e colocado várias habitações em risco.

Importa relevar que tal acontecimento ocorreu em período critico de incêndios rurais e que as condições meteorológicas à data, potenciavam o risco máximo de incêndio.

Desde a comunicação desta ocorrência, a Polícia Judiciária, em articulação e estreita colaboração com a GNR, Destacamentos de Tomar e Leiria, procedeu, de forma incessante a diligências de recolha de prova que conduziram à identificação do autor e imputação da prática daquele grave crime, que muito alarmou a comunidade e o País.

O detido vai ser presente às Autoridades Judiciárias competentes, para interrogatório judicial e aplicação de adequada medida de coação.

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.