CIM Médio Tejo assina protocolo que prevê investimento na habitação até 150 milhões de euros

Protocolo de colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana.

0 776

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo assinou hoje, na sua sede em Tomar, um protocolo de colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), num momento que contou com a ministra da Habitação, Marina Gonçalves.

IMG 2114

O protocolo de colaboração tem por objetivo garantir o desenvolvimento de projetos de habitação, a custos acessíveis, para construção ou reabilitação de habitações nos 13 concelhos: Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.

IMG 2038

Anabela Freitas, presidente da CIM Médio Tejo, reforçou que “a questão da habitação para nós, os 13 autarcas, sempre foi uma questão essencial. Tanto que a estratégia que temos desenhada para o atual quadro comunitário de apoio, dispõe de um eixo estratégico, que é a promoção de condições atrativas para a habitação e para a regeneração urbana”.

O protocolo de colaboração vai possibilitar que os municípios sejam financiados com verbas provenientes do empréstimo concedido no âmbito do investimento no Parque Público de Habitação a Custos Acessíveis, da componente Habitação, do Plano de Recuperação e Resiliência Português (PRR).

No caso do Médio Tejo, a Comunidade Intermunicipal será o interlocutor deste processo com o IHRU, em representação dos 13 municípios, e ficará responsável pela preparação das operações, que se prevê que possam atingir cerca de 1.100 habitações na região, destinadas a arrendamento, num investimento próximo dos 150 milhões de euros.

Por sua vez, o presidente do IHRU, António Leitão, considerou que o protocolo celebrado representava “um passo muito inteligente”.

“Perceberam os municípios que através da sua CIM, se tornariam mais fortes, e com mais capacidade para dar resposta e a CIM também teve essa capacidade de perceber que junto do Governo e do IHRU poderia fazer mais”. Assim, “juntando todos estes recursos poderemos chegar a mais pessoas com mais habitações, que é esse o grande objetivo”, referiu António Leitão.

O momento finalizou com uma visita a uma habitação em Tomar, que será alvo de intervenção, localizada no centro histórico.

IMG 2130

 

Todas as quintas-feiras, receba uma seleção das nossas notícias no seu e-mail. Inscreva-se na nossa newsletter, é gratuita!
Pode cancelar a sua subscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.